Entrevista com Kami Garcia

Os sites TheBeautifulCreaturesMovies.com e Caster Girls entrevistaram nossa querida Kami Garcia sobre o filme. Quer conferir?

O que fez você escolher escrever uma série onde o ponto de vista é de um garoto adolescente?

A maioria das séries YA que lemos em 2005 era do ponto de vista de uma garota, a não ser as séries que visavam especificamente garotos. Nós queríamos escrever algo que fosse diferente, e escrever do ponto de vista de um garoto era uma forma de fazer isso. Nós também queríamos uma garota que fosse a poderosa Sobrenatural. Fazer do nosso protagonista um garoto mortal nos permitiu girar a mesa. No final, eu achei que fosse mais fácil. Com 6 irmãos entre nós, sabemos que os meninos sofrem com tantas inseguranças quanto as meninas: Será que a pessoa que eu gosto vai ligar/ sair comigo/ sentir da mesma maneira? Devo seguir os passos dos meus pais ou devo seguir o meu. Essas são questões obviamente difíceis independente se você é um garoto ou uma garota.

Quem é seu personagem favorito?

É uma dúvida terrível entre Amma e Ridley. Eu amo a Amma porque ela me lembra a minha bisavó da Carolina do Norte que vivia conosco na época em que eu tinha meus 12 anos. Ela era brilhante e valente e geniosa, e ela fazia uma torta de merengue e limão. Eu também me identifico com Amma porque sou insanamente supersticiosa. Eu mudo de quartos de hotel por que o número do quarto tinha “13” (sim, 113 conta), eu nunca piso num túmulo, e tenho um colar especial que eu uso quando viajo. Eu amo a Ridley porque embaixo de toda as roupas extravagantes, comentários sarcásticos, e pirulitos, ela é profundamente imperfeita. Mesmo sendo Conjuradora, tem momentos em que Ridley se mostra mais vulnerável que qualquer outro personagem. No seu núcleo, ela é uma garota que vive com as consequências de uma escolha que ela não pôde fazer. Tem algo mais trágico?

Agora que você esteve no set e viu seus personagens “ganharem vida”, você está feliz com quem foi escalado?

Eu acho que o elenco é PERFEITO! Jeremy Irons, Viola Davis, Emma Thompson – é como um sonho. E os atores que interpretam os adolescentes no filme: Alden Ehrenreich, Alice Englert, Emmy Rossum, Thomas Mann, Zoey Deutch e Kyle Gallner, SÃO Ethan, Lena, Ridley, Link, Emily e Larkin. Igualmente impressionante, eles foram perfeitos como os atores vencedores/indicados a Oscar!

Alguma cena em particular que você esteja ansiosa para ver transcrita na telona?

São tantas… a primeira vez que Ethan vê Lena na escola, e o momento em que ela conta a ele seu segredo. Alden e Alice tem muita química. Eu também estou morrendo pra ver o encontro disciplinar onde Macon fica cara-a-cara com a Sra. Lincoln. É uma cena poderosa no livro, e no filme envolve uma batalha entre Jeremy Irons e Emma Thompson. Deixe-me repetir isso: JEREMY IRONS E EMMA THOMPSON! A única coisa que é excitante? Ver Jeremy Irons e VIOLA DAVIS quando eles *****!

É difícil deixar de lado seu texto e confiar ele a um escritor de scripts?

A série é o mundo que nós criamos e o filme é a interpretação de Richard LaGravenese e a extensão desse universo. Richard é um incrível escritor com muito talento, e com um olho para os detalhes que respira vida na história. Ele trabalhou em um script que honrasse a série, mas que também expandisse.

Stephenie Meyer foi uma produtora nos últimos filmes de Crepúsculo, você gostaria se fazer esse papel em algum dos futuros filmes de Beautiful Creatures?

Na adição da minha carreira como novelista, eu também sou produtora de filmes, e um dos meus papéis é trabalhar com novelistas, autores e diretores para encontrar o balanço. Richard LaGravenese, nosso escritor/diretor, e a equipe da Alcon e Warner Brothers trouxeram Beautiful Creatures para a telona e é incrível. Se eles precisarem de mim para um papel maior nos futuros filmes (se o bom Deus quiser), eu farei o que for preciso para que isso ocorra.

Como em qualquer livro, eles mudaram algumas coisas para se adaptar a um script. Você acha que os fãs ficarão bem com as mudanças?

Um livro e um filme são duas coisas bem diferentes, e o funciona lindamente num livro nem sempre se consegue transmitir na tela. As coisas tem de ser cortadas ou mudadas, eu estou feliz. O livro é o livro, e o filme é uma interpretação do livro. É outra forma de curtir o livro se você já o leu, ou descobrir se você não leu. Todo leitor imagina o mundo da página de forma diferente, é a natureza da leitura. O Ethan na minha cabeça não é o mesmo que na sua, e o nosso Ethan pode nunca ser o mesmo porque quando as pessoas lêem, nós criamos o nosso próprio filme na cabeça. O filme é o filme que Richard imaginou quando leu Beautiful Creatures, eu mal posso esperar pra compartilhar com vocês!

Você fez o personagem de Macon baseado em Jeremy Irons. Como foi quando você descobriu que Jeremy Irons foi contratado?

Nós discutimos os personagens com grandes detalhes – tudo da forma como eles são e falamos da sua comida favorita e maiores medos. Mas nunca comparamos com pessoas de verdade, com exceção de alguns personagens mortais figurantes como Carlton Eaton (baseado no avô de Margie) e as Irmãs (baseadas nas minhas tias). Quando eu escrevi, eu realmente vi a história se desenrolar na minha mente como um filme, e no momento que eu comecei a escrever, Jeremy Irons era Macon Ravenwood para mim. Eu me tornei uma grande fã depois de Reversal or Fortune e levemente obcecada depois de Die Hard with a Vengeance (ah… outro sotaque perfeito). Então quando os produtores me disseram que haviam escalado Jeremy como Macon, eu pensei que eles estavam brincando comigo e Margie. Eu nunca imaginei que Macon Ravenwood enfrentando Sarafine na minha mente seria o melhor ator [Jeremy Irons] enfrentando Emma Thompson na adaptação do filme.

Como foi visitar o set de Beautiful Creatures e ver seus personagens trazidos a vida?

Foi surreal, e literalmente tirou meu fôlego. Quando eu entrei, Jeremy Irons estava no meio da cena dentro de Ravenwood e tudo desde seu sotaque e o modo como ele falava cada fala, os detalhes do quarto, foi como ver a cena diretamente da minha cabeça. Então eu vi Alice e Alden no monitor, e eles eram Lena e Ethan – aquelas duas pessoas que eu conheço como meus melhores amigos – falando as coisas que eu ouvi eles dizerem na minha cabeça milhões de vezes. Nada consegue te preparar para isso, especialmente se Richard LaGravenese é seu diretor. A visão de Richard para os detalhes  não sumiu ao lado de alguns dos melhores e mais respeitados atores da indústria e talentosa que se estar por vir. Ele escolheu o melhor figurinista, diretor de fotografia, designer de cenário, supervisores de efeitos e diretor de arte. Desde  o medalhão de Genevieve na estante de Ethan, nenhum detalhe era insignificante para ser ignorado. O elenco e a equipe do filme Beautiful Creatures criou um mundo das palavras e imaginação, suor e unhas, longos dias e muitos Styrofoam. Mas mais importante, eles tomaram riscos. E esses riscos valeram a pena, porque eles tornaram acreditável.

Você pôde dar algum conselho para Alice e Alden para trazer Ethan e Lena à vida? Eles perguntaram a você?

Alden Ehrenreich e Alice Englert, que interpretam Ethan e Lena, são incrivelmente talentosos. Alden é humilde e introspectivo, atencioso com suas palavras e ações. Alice tem uma graça e espírito criativo, e ela é uma musicista talentosa como Lena. Eu passei um tempo com eles, e me impressionei pelas perguntas deles e pelas percepções de seus personagens. Mas eu me choquei quando as câmeras começaram a gravar. Alden e Alice nos prende na tela – sendo mais que eles mesmos e os personagens que interpretam – e prendem suas cenas com atores poderosos como Viola Davis, Emma Thompson, e Jeremy Irons. Eu almocei com Jeremy no set um dia, e fiquei sem palavras por alguns minutos com a presença dele (outra razão para ser grata por eu não estar no filme).

O que você está mais animada para ver no filme?

Jeremy Irons e Viola Davis, e Emma Thompson. A química entre Alden e Alice, e as faíscas  entre Emmy e Thomas. Cada escada quebrada e videira torcida no exterior da Mansão Ravenwood. Os sets incrivelmente detalhados que me abalaram quando eu visitei a locação da produção – o quarto de Ethan, a biblioteca dos Conjuradores, e cada quarto dentro de Ravenwood. Os figurinos desenhados por Jeffrey Kurland que são detalhadamente intrigantes que eles deveriam estar atrás de um vidro num museu (ou em meu armário…). O mundo que existia em minha mente por tanto tempo até nossos brilhantes produtores e diretor, Richard LaGravenese, trouxeram a vida. Estou realmente animada para ver cada flor em todo jardim e cada botão em cada manga.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s